Mercado de eventos no Brasil: o que você precisa saber - Fildi Mercado de eventos no Brasil: o que você precisa saber - Fildi

Blog

fique por dentro das nossas novidades

Mercado de eventos no Brasil: o que você precisa saber

Você sabe como anda o mercado de eventos no Brasil? Se você trabalha nessa área, é importante avaliar o nicho em que está atuando e as tendências de aumento de demanda para traçar estratégias de crescimento.

Apesar da crise e da instabilidade política que o país atravessa, o setor continua crescendo e ocupa o terceiro lugar no ranking de motivos que fazem estrangeiros virem ao Brasil, segundo a ABEOC, Associação Brasileira de Empresas de Eventos.

Acompanhe o panorama que montamos para você!

Quais os dados do setor de eventos?

Em 2013, a ABEOC Brasil e o Sebrae realizaram uma pesquisa importante e a publicaram no II Dimensionamento Econômico da Indústria de Eventos no Brasil.

O estudo apontou um faturamento de R$ 209,2 bilhões e um crescimento anual de 14%. O setor alcançou a marca de 202 milhões de participantes e gerou 7,5 milhões de empregos naquele ano. Foram cerca de 590.000 eventos espalhados por 7.590 espaços em todo o país. Esses números representaram uma participação de 4,3% no PIB.

Depois disso, os números desse mercado ainda foram impactados pelo fenômeno de eventos esportivos de grande escala, quando o Brasil sediou a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas de 2016.

O contexto subsequente de instabilidade financeira inaugurou um novo período, e a pergunta que surge é: o que você precisa saber sobre o mercado de eventos no Brasil hoje?

Qual a situação do mercado no contexto atual?

O contexto econômico mudou nos últimos dois anos, mas a boa notícia é que o setor demonstra maturidade e, depois de algumas quedas, seguiu crescendo na média e os números continuam vigorosos.

Só o segmento de casamentos, por exemplo, teve um crescimento de 25% em 2016, segundo pesquisa do Instituto Data Popular e a Associação Brasileira de Eventos Sociais (ABRAFESTA).

Já no faturamento de janeiro a março de 2017, as empresas organizadoras de eventos tiveram um crescimento de 6,9%, em relação ao mesmo período de 2016, segundo Boletim do Ministério do Turismo.

O que ocorre é um fenômeno natural nesses períodos mais restritivos: os planejamentos precisam ser redimensionados. Então é hora de definir prioridades, adaptar orçamentos, negociar com fornecedores, evitar desperdícios e ser criativo.

Por que São Paulo é o líder do setor?

A ABEOC Brasil revelou que o segmento de eventos gerou uma receita de R$ 16,3 bilhões só na cidade de São Paulo, em 2013. A entidade assegura ainda que o estado paulista continua sendo líder absoluto com mais de 800 feiras, congressos, exposições, eventos esportivos, GP de Fórmula 1 e mega shows, agendados para 2018.

Essa liderança acompanha o maior volume de movimentação financeira dentro estado e os investimentos vultosos no setor de hotelaria, serviços e infraestrutura.

A região Sudeste, como um todo, vem assegurando uma participação de 52% do mercado de eventos, desde 2001. Seguida pelo Nordeste, com 20%, e região Sul, com 15%.

Conhecer os números do seu mercado permite que você tenha uma visão de longo alcance e uma chance maior de identificar as tendências e oportunidades. Estabelecer hábitos de análise ajuda você a descobrir nichos ignorados pela concorrência e a inovar sempre.

Depois de pesquisar sobre o mercado, que tal saber um pouco mais sobre como escolher o melhor hotel para os seus eventos?

Deixe um Comentário

×
.
.
Olá! Está precisando de ajuda sobre o hotel? Faça agora mesmo a sua reserva!