7_dicas_valiosas_para_marinar_carnes_em_casa_2.jpg.jpeg

7 dicas valiosas para marinar carnes em casa

Marinar uma carne nada mais é do que colocá-la, por um período de tempo determinado, em uma mistura de temperos. E essa técnica não é de hoje: antigamente, as pessoas faziam marinadas com o objetivo de conservar melhor as carnes. Como nós já temos a geladeira para fazer esse papel, nossa marinada é para dar mais sabor aos nossos pratos.

Essa etapa simples pode fazer com que sua comidinha caseira fiquei com cara — e gosto — de pratos de restaurantes refinados. E olha que não tem tanto segredo assim, é só não errar no preparo do molho para a marinada. Para te ajudar, neste post vamos dar algumas dicas de como não errar ao marinar carnes!

A mistura básica

As marinadas geralmente têm como base uma mistura de 3 tipos de ingredientes: um líquido, que pode ser ácido, como vinhos, vinagres ou limão, ou básico, como o leite; elementos aromáticos, como especiarias; e legumes, como alho, cebola, cenoura e aipo. O tipo da mistura varia de acordo com a carne escolhida. Vamos falar sobre isso mais para frente.

O uso correto do sal

O sal é um perigo quando utilizado em excesso. Afinal, ele pode estragar um prato que tinha tudo para ser delicioso. Em relação às marinadas, não é diferente. É preciso dosar bem o sal, e há ainda outro cuidado: o momento ideal de salgar a marinada é alguns minutos antes do cozimento. Se colocado com muita antecedência, o sal, além de cozinhar a carne, pode ressecá-la.

Os recipientes mais adequados

Os recipientes também fazem toda a diferença nas marinadas.  Dê preferência para aqueles de vidro com tampas ou de aço inox. O velho e bom saco plástico também é bastante indicado. O que você tem que evitar é colocar a marinada em recipientes de plástico e alumínio, porque eles interferem no sabor da carne.

A melhor forma de armazenar

Depois de preparar a marinada, é necessário colocá-la na geladeira. Não importa qual tipo de carne você escolheu: os alimentos crus, de origem animal, sempre devem ser refrigerados.

As diferenças nos preparos de cada tipo de carne

Como cada tipo de carne requer um preparo diferente. Aves, carnes vermelhas e peixes: cada uma delas requer um cuidado especial na hora de marinar, e é sobre eles que falaremos agora.

A escolha do vinho

A escolha do tipo de vinho para marinar as carnes é praticamente igual à escolha da bebida para acompanhar as refeições. A regra básica é vinho branco para carnes brancas e vinho tinto para carnes vermelhas. Não se esqueça de que o vinho deve ser seco para não adocicar demais a carne. Para as carnes de porco, marinar com suco de abacaxi e cachaça também dá um resultado delicioso.

O tempo de preparo e uso do sal

Como regra geral, frango e carnes vermelhas precisam ficar imersos na marinada por aproximadamente 12 horas. Já o peixe não pode passar de 3 horas. O tamanho da carne também interfere. Quanto maior o pedaço da carne, maior também o tempo que deve ficar marinando.

A definição das ervas aromáticas

Carnes vermelhas combinam bastante com quase qualquer ervas, como tomilho, louro e alecrim. A carne de porco combina mais com temperos mais cítricos, com abacaxi, laranja e tangerina. O frango também vai bem com aromas mais cítricos. Já os peixes são mais delicados e combinam mais com salsa, coentro e orégano.

Gostou das nossas dicas sobre a melhor forma de marinar carnes? Confira mais novidades no nosso blog. E se você quer planejar um jantar bem gostoso com amigos, confira nossas dicas de como torná-lo um grande evento!

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.