manual-do-viajante-como-escolher-a-mala-para-cada-tipo-de-viagem.jpeg

Manual do viajante: como escolher a mala para cada tipo de viagem?

Vai viajar? Então, é hora de preparar tudo: separar os documentos, reservar o hotel, definir o roteiro e arrumar as malas. Concorda que esse último passo, apesar de parecer fácil, é sempre o que mais complica no final? Nunca sabemos se a bagagem é pequena demais ou se estamos levando muitas coisas, não é mesmo?

Para acabar com esse problema, montamos um manual do viajante, para ajudar você a escolher a mala ideal para cada tipo de viagem. Quer conferir as dicas e acabar de vez com esse verdadeiro enigma de qual equipamento é o mais indicado para carregar seus pertences? Continue a leitura a seguir!

Mochilas

O primeiro item de nosso manual do viajante é a velha companheira de todos os tempos: a mochila. Seus modelos são variados e versáteis — desde grandes cargueiras, utilizadas por mochileiros, às mais tradicionais e com diversos compartimentos, muito úteis para viagens de negócio, por exemplo. São boas para roteiros mais curtos, com a necessidade de levar laptops, equipamentos e poucas roupas. Também facilitam na hora de pegar transportes públicos ou caminhar pelas ruas.

Malas de rodas

Geralmente com uma capacidade maior que a da mochila, as malas de rodas são uma das bagagens mais comuns entre os viajantes, tanto para lazer como para negócios. A praticidade facilita a locomoção do dono, em especial, dentro de rodoviárias, aeroportos e lugares onde a pessoa, necessariamente, precisará andar um bom trecho. Hoje, há diversos modelos disponíveis no mercado, com rodas giratórias e de material ultra-resistente.

Malas cadeado

Provavelmente você já viu algumas malas com cadeados embutidos, normalmente com códigos e senhas para abrir a tampa. Infelizmente, nos dias de hoje, ninguém está 100% seguro, até mesmo dentro de aeroportos. Por isso, também incluímos esse modelo em nosso manual do viajante. Se você costuma viajar com pertences de valor, é importante reforçar a segurança, principalmente se despachar a bagagem. Esses modelos costumam também ser feitos em materiais mais resistentes.

Malas de mão

As malas de mão podem ser uma boa opção para viagens mais curtas. Evidentemente, elas têm espaços limitados para levar muitas coisas, mas, por outro lado, podem ser mais discretas e suficientes para carregar somente o necessário, como computadores e pertences menores. Uma dica importante a ser lembrada é que essas malas não precisam ser despachadas no avião, por isso, é bom não esquecer que alguns itens não podem ser embarcados, como líquidos, objetos cortantes, inflamáveis etc.

Malas com compartimentos

As malas com compartimentos são uma verdadeira mão na roda para o viajante. Afinal, costumam ser muito fáceis de arrumar e permitem uma organização incrível de objetos, roupas e eletrônicos. São ideais para viagens mais longas e podem ser bem completas, incluindo também os detalhes dos modelos citados acima, como rodinhas e cadeados, por exemplo.

Essas são algumas dicas de nosso manual do viajante para escolha da mala perfeita. Se você viaja a negócios e com bastante frequência, deve saber como esse detalhe faz diferença. A cada nova viagem, confira com calma as necessidades de bagagem e escolha o melhor modelo. Organize as roupas, os documentos e seu computador de forma a não precisar levar malas ou mochilas extras. Boa viagem e boas negociações!

Gostou? Quer mais dicas de como viajar com mais conforto e tranquilidade? Leia também nosso post sobre acessórios de viagens.

Hotel em SumaréPowered by Rock Convert

Comments are closed.