conheca-os-principais-eventos-realizados-na-cidade-de-sumare.jpeg

Conheça os principais eventos realizados na cidade de Sumaré

A cidade de Sumaré cresce cada vez mais como uma verdadeira referência cultural e econômica no interior de São Paulo. Localizada a aproximadamente 33 quilômetros de Campinas, a região costuma ser frequentada por muitos visitantes de diferentes partes do Estado.

A cada ano, uma grande variedade de atividades movimenta o calendário de entretenimento com atrações para todas as idades. Outro destaque é a concentração de montadoras da indústria automobilística, que gera uma série de oportunidades de emprego. A fábrica da Honda, por exemplo, atua em Sumaré há mais de 21 anos.

Quer saber mais sobre o assunto? Vamos mostrar os principais eventos realizados na cidade e outras informações essenciais. Acompanhe e fique por dentro!

Festa da Candelária

A festividade é um dos mais importantes eventos do calendário oficial do município. Realizada sempre no último final de semana de agosto, a Candelária também representa o encerramento das comemorações do mês de aniversário de Sumaré.

A programação é completamente gratuita e oferece uma série de shows, culinária típica e atrações de entretenimento para todas as idades. Conheça alguns dos pratos mais famosos:

  • Frango assado completo;
  • Costela assada;
  • Pastéis;
  • Vinho quente;
  • Cachorro-quente;
  • Cuscuz;
  • Doces típicos.

Além da diversão, o tradicionalismo também é muito forte no conceito da festa. Entre os principais destaques estão a missa campal de domingo, o Desfile dos Cavaleiros, Charretes, Tratores, Picapes, Almoço Caipira e Leilão dos animais. O estilo rural do evento é preservado por sua equipe de organizadores, que costuma ser formada por voluntários da Igreja de Nossa Senhora da Candelária.

Os festejos preservam as raízes rurais de imigrantes italianos. Na edição de 2016, cerca de 12 mil pessoas passaram pelo local. São mais de 100 colaboradores que somam esforços para atender ao púbico em tarefas variadas.

A Igreja da Candelária foi fundada em 1943 com a ajuda de diversas famílias italianas que viviam na cidade. Durante o ano de 2013, a festa foi resgatada pelos descendentes diretos dos fundadores do bairro Cruzeiro do Sul na primeira metade do século passado.

Festa da Cultura Japonesa

O evento é organizado pela Associação Cultural Esportiva Nipo-brasileira de Sumaré. Com diversas opções da culinária oriental e apresentações artísticas, o festival cresce a cada ano em popularidade. Em junho de 2017, aconteceu a 10ª edição em um final de semana de celebrações. Toda a estrutura do local é montada com apoio da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Cultura, Esportes e Lazer.

Entre as atrações mais aguardadas estão workshops com temas variados, oficinas, demonstrações de danças tradicionais, shows e animes. Toda a comunidade costuma se engajar como forma de contribuir com o crescimento da festa.

Além de conhecer a história da imigração japonesa na região, o visitante também pode conferir uma bela exposição de orquídeas e comprar diversos artigos temáticos de decoração. Uma das principais novidades das últimas edições é a criação de um torneio de mallet golf. O esporte funciona como uma versão oriental do golfe tradicional com uma quantidade menor de tacos e tacadas mais curtas.

Festa da Feira

Celebrada sempre durante o mês de julho em virtude das comemorações do aniversário de Sumaré, a festa conta com atrações culturais e de lazer. Em cada edição, a organização da Prefeitura Municipal prepara um local diferente para receber o público.

Tradicionalmente, o evento conta com apresentações do Canil da Guarda Sinfônica Municipal, Fanfarra da Melhor Idade, ginástica artística, show de talentos, exposição de orquídeas e dança típica. As ações gratuitas de saúde são outros pontos imperdíveis da festividade.

Os espaços das tendas da saúde e do Fundo Social da Solidariedade oferecem averiguação da pressão arterial, testes de glicemia, cortes de cabelo e oficinas de beleza para as mulheres.

Sumaré Arena Music

A festa é considerada um dos rodeios mais bonitos do Brasil. Com uma estrutura extremamente moderna e confortável, o público pode conferir, durante o mês de abril, uma série de shows, concursos de montaria e atrações de entretenimento para toda a família. A cada ano, são esperadas mais de 65 mil pessoas de todo o estado de São Paulo.

Durante a edição de 2017, se apresentaram grandes nomes da música atual, como a cantora Marília Mendonça, Bruno e Marrone, Edson e Hudson, Maiara e Maraisa e Vila Baggage. O rodeio acontece no Parque Aquático Expo Águas, em uma área de 72 mil metros quadrados. Além de coberto e climatizado, o espaço ainda oferece camarotes, lounges, arquibancadas, espaços de beleza e barbearias.

A segurança do evento conta com o trabalho de 240 profissionais e apoio da Guarda Municipal, Polícia Militar e Bombeiros. Apesar do investimento em grandes artistas, o público aguarda ansiosamente pela competição do rodeio. Todas as categorias são divididas em montaria de touro, tradicional, prova de três tambores e prova dos “carneiros”, exclusiva para crianças.

Festa das Nações

O evento organizado pela Prefeitura da cidade celebra diferentes culturas durante quatro dias. Realizada em parceria com 13 entidades assistenciais do município, a edição de 2017 da festa aconteceu no Expo Águas, em setembro.

Cada país recebe uma barraca personalizada repleta de informações sobre seus costumes e culinária típica. A comemoração é completamente beneficente e visa movimentar a economia da região com entretenimento de alta qualidade para a população.

Trilhão de Motos de Sumaré

Organizado pela LME Eventos com apoio da Prefeitura local, o encontro é um prato cheio para os apaixonados por velocidade. Os participantes percorrem cerca de 60 quilômetros em um trajeto que passa por áreas rurais da cidade de Sumaré, de Nova Odessa e Monte Mor.

O evento costuma acontecer anualmente também em outras localidades do interior de São Paulo, como Campinas. Para participar, os interessados precisam realizar uma inscrição prévia com uma taxa de pagamento. A concentração das motos acontece tradicionalmente no Parque Aquático Paraíso das Águas com sorteio de brindes e troféus para os inscritos.

Pronto! Agora você já conhece os principais eventos da cidade de Sumaré. A cada ano, a região cresce ainda mais como uma importante referência em questões culturais e corporativas. Por isso, torna-se essencial ficar de olho no calendário para não perder nenhuma atração e se manter atualizado sobre os movimentos econômicos da área industrial.

Gostou das informações deste artigo? Então, deixe seu comentário no post e compartilhe conosco suas experiências na cidade.

5-vantagens-de-fazer-a-cerimonia-e-a-festa-no-mesmo-local.jpeg

5 vantagens de fazer a cerimônia e a festa no mesmo local

Realizar cerimônia e a festa no mesmo local é sinônimo de vantagens para qualquer tipo de evento, de casamentos a congressos. Afinal, a logística para que tudo funcione é praticamente cortada pela metade.

Para convencê-lo de que fazer a cerimônia e a festa no mesmo lugar é a melhor opção para o seu evento, listamos as vantagens que com certeza farão você pensar a respeito. Confira!

1. A decoração pode ser aproveitada

Uma das principais vantagens de ter a cerimônia e a festa no mesmo lugar é poder aproveitar a decoração. Não será preciso pensar em como decorar dois ambientes diferentes, o que facilitará muito a organização do evento.

Cadeiras, mesas, flores e até mesmo equipamentos de som e palco podem ser planejados para atender apenas um espaço.

2. Não é preciso deslocar os convidados

Certamente, seus convidados ou participantes agradecerão ao saber que não será preciso ficar se deslocando de um local a outro!

Ninguém gosta de ficar estressado com o trânsito ou procurando lugar para estacionar — ainda mais se tiver que fazer isso duas vezes. Fora a economia de não precisar gastar em dobro com táxis, Uber ou outros tipos de transporte.

Além disso, realizar cerimônia e festa no mesmo espaço facilita a vida daqueles que são de fora, já que evita que fiquem se deslocando de um lugar a outro sem conhecer direito a cidade. Diminuindo as chances de se perder.

3. Possibilita maior flexibilidade

Para quem está organizando um casamento, por exemplo, essa é uma das principais vantagens de realizar a cerimônia e a festa tudo no mesmo local.

Normalmente as igrejas são mais conservadoras e impõem várias regras para a cerimônia, como horários, escolha da música e da decoração.

A cerimônia no mesmo lugar da festa permite que os noivos façam tudo do jeito que sempre sonharam, escolhendo suas músicas preferidas, o celebrante que abençoará a união e a decoração.

Essa flexibilidade também se reflete na organização de eventos corporativos, que não precisarão seguir protocolos tão rígidos. Quanto de cerimônias realizadas em locais mais formais, por exemplo.

4. O investimento é menor

Oferecer tudo no mesmo lugar facilita — e muito! — na hora de negociar valores. Além disso, ao usar a mesma decoração e equipamentos, você conseguirá economizar bastante.

A economia também se refletirá no bolso dos convidados, que não precisarão gastar com mais manobristas, estacionamentos e viagens, entre outros.

5. É mais fácil organizar

Que maravilha seria não precisar lidar com tantos fornecedores diferentes e vários contratos, não é mesmo? Pois isso é possível quando se realiza a cerimônia e a festa no mesmo lugar!

Normalmente, os espaços que oferecem a possibilidade de fazer tudo já se responsabilizam por administrar os diversos contratos e fornecedores.

Essa facilidade permitirá que você foque em outras questões do planejamento do evento que poderiam acabar passando despercebidas em meio a tanta burocracia.

E então, está convencido de que realizar a cerimônia e festa no mesmo local é muito mais vantajoso para o seu evento? Aproveite para deixar um comentário no post e compartilhar a sua opinião!

casar em um hotel

Casar em um hotel, as 6 principais vantagens!

Planejar um casamento envolve uma série de detalhes. Os noivos precisam fazer um checklist para contratar o espaço do evento, a igreja, o transporte entre os locais, o buffet, o DJ, a iluminação, o mobiliário, o cerimonialista, a decoração, entre outros. Muita coisa, não é mesmo? Veja as vantagens de casar em um hotel!

Acertar esses preparativos pode ser muito prazeroso, principalmente porque há uma certa facilidade na hora de organizar o evento em hotel. Nele, os ambientes da cerimônia e da festa são definidos e os noivos têm mais liberdade para ousar na decoração. Já os convidados podem ser hospedados no mesmo espaço, eliminando o deslocamento e evitando atrasos.

A noiva, que tende a ficar mais ansiosa e nervosa, acaba relaxando com suas amigas em um dia de noiva no próprio local. Onde também receberá os convidados, os presentes e até os profissionais responsáveis pelo visual do grande dia.

Ficou curiosa? Então continue lendo este post e conheça as 6 principais vantagens de se casar em um hotel.

1. Economia

A primeira vantagem de se casar em um hotel é a economia financeira que se alcança ao aproveitar o mesmo local para a realização de diversos eventos. Entre eles, podemos destacar a própria cerimônia religiosa e/ou civil, a festa, o dia da noiva, a hospedagem dos convidados e até a noite de núpcias.

O fato de conseguir reunir uma série de serviços, em um mesmo lugar, abre espaço para o diálogo, possibilitando negociar um desconto com a finalidade de se obter um preço mais competitivo. O hotel também pode ficar responsável por uma parte do serviço executado no dia da festa, como manobristas para os carros, garçons e mobiliário.

O hotel já possui uma infraestrutura adequada para receber muitas pessoas, o que significa que muitos itens existentes nele poderão ser reaproveitados: refrigeradores, mesas, cadeiras, iluminação e louça.

2. Praticidade de casar em um hotel

É muito mais prático ter tudo no mesmo lugar, não é verdade? Por isso casar em um hotel é uma ótima idéia!

Com todos os eventos concentrados no mesmo espaço, é possível se organizar com mais calma e evitar contratempos, como o trânsito da cidade.

A ajuda de um cerimonialista pode deixar o espaço do hotel ainda mais otimizado, criando e dividindo os ambientes onde cada etapa do casamento vai acontecer.

Após o término da cerimônia, por exemplo, todos se dirigem de um ambiente a outro para que possam, juntos, curtir a festa. Isso torna fácil o deslocamento dos convidados mais idosos e daqueles que possuem mobilidade reduzida. E as convidadas, que capricham no longo com salto alto, também agradecem.

Além disso, os convidados podem ficar hospedados no hotel, onde tudo ocorrerá. Isso permite que eles aproveitem a cerimônia ao máximo, pois estão a poucos passos do quarto em que podem descansar.

3. Pontualidade

Sem os imprevistos causados pelo trânsito, as intempéries do tempo e a ansiedade pela espera dos convidados, a cerimônia pode começar sem atrasos.

Outra vantagem é a pontualidade para o início da festa, que só começa quando a maioria dos convidados já se encontra presente. Sem o deslocamento entre igreja/cartório e o salão de festas, tudo acontece de forma mais sincronizada.

O mesmo vale para a contratação dos profissionais que deixam a noiva, as madrinhas e os demais convidados prontos para a cerimônia. Cabeleireiros, maquiadores e costureiras podem ficar de plantão para cuidar de todos as pessoas que solicitarem seus serviços.

A pontualidade é uma questão essencial para deixar a noiva mais tranquila no grande dia.

4. Decoração especial

Você sabe como ocorre o casamento em uma igreja?

Dependendo do local, a decoração a ser utilizada é padrão. Isso significa que todas as noivas, naquele dia, serão recebidas pelas mesmas flores, mesma iluminação e, às vezes, até o mesmo repertório musical.

Quando a igreja permite a troca da decoração, isso precisa ser feito em tempo recorde para que não haja atraso nos horários dos casamentos. Resumindo, os noivos desembolsam uma quantia significativa de dinheiro para decorar um espaço por, no máximo, 2 horas.

A equipe de fotografia e filmagem também acaba fazendo o trabalho com pressa, pois precisa registrar, nesse curto espaço de tempo, o máximo de momentos —- com os convidados, os familiares, e claro, os noivos.

No hotel, os noivos ficam mais à vontade para escolher a decoração. Uma empresa especializada em decoração, em parceria com a equipe de fotografia, pode montar os cenários mais lindos para que tudo seja impecável. Nesse aspecto, estuda-se a luz do lugar, as cores predominantes do ambiente e como a decoração pode ficar disposta.

Não há tantos limites em relação à decoração como ocorre na maioria das igrejas.

5. Hospedagem dos convidados

Os convidados que moram em outras cidades, outros estados e até em outros países acabam encontrando obstáculos para comparecer à cerimônia. Por isso, ao contratar um hotel, os noivos acabam facilitando muito a vida deles.

Isso evita que as residências de amigos e familiares se transformem um ponto de encontro e de hospedagem para quem vem de fora. Em um hotel, os convidados têm à disposição secador de cabelo, cofre, cama de casal/solteiro, guarda-roupas, frigobar e todas as comodidades necessárias ao conforto durante a estadia.

Imagine que, nesse caso, é possível negociar o transporte entre o aeroporto/rodoviária e o hotel, agilizando a locomoção dos convidados e evitando gastos extras com a locação de automóveis — lembre-se que eles já gastaram vindo de suas respectivas cidades.

6. Comodidade

Por fim, temos como vantagem de se casar em hotel o fato de que tudo ocorrerá com o máximo de conforto e comodidade. Quem não for ficar hospedado no hotel, por exemplo, também não vai se preocupar em procurar um lugar para estacionar o veículo. O próprio hotel pode oferecer o serviço de manobrista ou fechar parceria com um estacionamento privado.

A família também ganha com isso, pois permanece mais tempo unida, aproveitando todos os momentos do evento — do dia da noiva à festa.

Casar em hotel proporciona bem-estar, comodidade, praticidade, pontualidade e segurança para os noivos e seus convidados.

Gostou de conhecer algumas das vantagens de se casar em hotel? Então entre em contato conosco e saiba tudo o que podemos oferecer para que o seu evento seja um grande sucesso!

saiba-mais-sobre-a-festa-do-peao-de-americana.jpeg

Saiba mais sobre a Festa do Peão de Americana

Todo ano, milhares de pessoas em todo mundo celebram a cultura do sertanejo. Seja nos Estados Unidos, que comemoram as tradições da cultura country, na Espanha, que devota a força das touradas, e até mesmo no Brasil, onde a figura do peão é glorificada. O estado de São Paulo apresenta ótimos exemplos dessa celebração. É o caso do rodeio de Americana.

Essa cidade localizada na região de Campinas promove esse evento há mais de 30 anos, considerando que sua primeira edição foi em 1987. No evento, há diversas atrações, como a disputa de montaria, provas de obstáculos e o desfile dos cavaleiros, considerado o ponta pé inicial da festa.

Quer saber mais informações sobre esse grande evento? Acompanhe este texto conheça mais sobre a história da festa, as atrações principais e informações sobre a cidade de Americana, grande cenário para o rodeio. Confira!

A história da Festa do Peão de Americana

Tudo começou durante uma Romaria à Pirapora do Bom Jesus. A Romaria é uma tradição de décadas, na qual cavaleiros e amazonas do interior paulista participam, com seus cavalos, percorrendo o trajeto de suas cidades até Pirapora.

Em uma das romarias, surgiu a parceria entre o Clube de Cavaleiros de Americana (CCA) e Zé do Prato, locutor icônico que deu origem a Festa. Famoso como o Grande Pai dos rodeios, Zé do Prato cunhou nas rádios a icônica expressão “Segura peão”, com tom forte e vibrante.

Zé do Prato e o CCA idealizaram a Festa, que teve sua primeira edição em 1987, na cidade de Americana, cerca de 130 km da capital São Paulo. O público inicial girava em torno de 25.000 pessoas, anunciando, já naquela época, o sucesso e as proporções que tomaria. Atualmente, o evento atrai mais de 400.000 pessoas.

As atrações da Festa do Peão de Americana

A Festa do Peão de Americana é um dos maiores eventos de celebração da cultura country e carrega consigo dois elementos sempre presentes na festa: alegria e muita montaria.

O evento conta com estrutura básica de praça de alimentação, ambulatório e estacionamento, e espaços especiais como a fazendinha e o rancho da vox 90 (rádio local de Americana).

Tudo isso acontece no parque de eventos do CCA, rodovia Anhanguera (Km 120), dos dias 9 a 18 de junho. Os ingressos podem ser comprados online ou em pontos de venda e cabem em qualquer orçamento, variando de R$ 10,00 a R$ 400,00 a depender do dia e da área escolhida — se áreas de pista, camarote Americana, camarote Super Bull e Camarote Brahma.

Geralmente, acontecem 2 ou 3 apresentações musicais por dia, divididas em 2 palcos. Os shows trazem os talentos da música sertaneja e abarca tanto os novos artistas quanto os já consagrados, promovendo um amplo panorama da música sertaneja.

Embora haja uma queima de fogos com alta tecnologia, o público é também encantado com as tradições caipiras. Essas são apresentadas em suas várias vertentes, como a moda de viola e rodeio à maneira antiga. Essas são as verdadeiras motivações que fazem a festa ter uma característica única. A seguir, algumas atividades praticadas no rodeio de Americana.

Montaria

Você já deve ter vista esse tipo de competição em filmes de cawboy, até mesmo em parques de diversão têm um equipamento que ajuda simular essa atividade. Mas no rodeio de Americana tudo é ao vivo e a adrenalina corre solta.

A montaria tem o objetivo de manter o participante sobre o animal durante 8 segundos. As etapas são realizadas pela Professional Bull Riders (PRB), organização mundial de montaria em touros. No evento, acontece também a montaria em cavalos.

Três Tambores

Essa é uma competição que tem obstáculos durante o trajeto. A amazona ou cavaleiro precisa contornar o mais rápido possível três tambores dispostos numa formação triangular. É nesse momento que a sintonia entre o ser humano e o animal devem estar bastante afinada para que o vencedor ou a vencedora consiga contornar todos os obstáculos em menor tempo.

Team Penning

Do inglês team = equipe, e pen = curral. Originário do vaquejo familiar, essa prova consiste em um trio de cavaleiros que tem dois minutos para apartar 3 animais de um rebanho de 30 e conduzi-los ao curral.

Americana: o cenário para festa do Peão

Curiosidades sobre a cidade

Um bom rodeio não se faz sozinho. É preciso ter todo um aporte da cidade que o abriga. Nesse sentido, a cidade de Americana não deixa nada a desejar. Fundada em 27 de Agosto de 1875, essa cidade da região Metropolitana de Campinas tem diversas características importantes.

Por exemplo, Americana é reconhecida pelo seu alto índice de qualidade de vida. De acordo com os dados do Ranking do Índice de Desenvolvimento Humano dos municípios brasileiros, Americana está entras as vinte melhores cidades para se viver no país.

Além disso, Americana abriga histórias que datam do século XIX. A começar pelo seu nome. Após uma guerra civil ocorrida nos Estados Unidos, a chamada Guerra da Secessão, ocorreu um fluxo migratório para o Brasil em especial para a região onde se encontra a cidade de Americana. Em 1900, a vila que rodeava a estação ferroviária foi chamada de “Vila dos Americanos” — daí o nome da cidade.

Primeiras atividades econômicas de Americana

A vinda dos imigrantes não influenciou apenas o nome do local, mas também as atividades econômicas. É sabido que os imigrantes trouxeram técnicas agrícolas e também fomentaram a atividade têxtil. A cidade teve diversas fábricas de tecidos, tendo a Carioba a de maior destaque.

No início do século XX, a alta produção de tecido atraiu a atenção do comendador alemão Franz Müller. Interessado no negócio, o estrangeiro arrematou a fábrica em um leilão. A partir desse momento, a indústria têxtil ganhou ênfase no município, dinamizando a economia da região. Hoje em dia, essa atividade é uma das principais fontes de renda da região.

Outras atrações em Americana

Além do rodeio de Americana, a cidade apresenta outras interessantes atrações. É o caso do Jardim Botânico da cidade. Ele tem 210 mil metros quadrados com 8.500 mudas de espécies arbóreas nativas e exóticas. Conta ainda com uma pista de caminhada pavimentada e iluminada e jardins temáticos.

Outra atração é o Zoológico de Americana. Ele tem 120 mil m² e, atualmente, uma das maiores finalidades é utilizar animais mantidos em cativeiro para realizar trabalhos de Educação Ambiental. Há uma equipe enorme de veterinários, biólogos e demais profissionais que cuidam da alimentação e outros cuidados necessários para manter a saúde dos bichinhos.

Americana também traz divertimento para que gosta das artes cênicas. O Teatro Municipal de Americana, nominado oficialmente como Teatro Municipal Lulu Benencase, tem capacidade para 757 lugares e é considerado um dos mais bem equipados do estado. Ali acontecem, desde o dia da sua abertura, importantes e grandiosas apresentações culturais, tais como espetáculos e festivais.

Não é raro, por exemplo, a realização de eventos nacionais e internacionais de artes cênicas e música. Também o local abriga atividades de com proposta sumariamente social, tais como os projetos de valorização da cultura local e da região.

Essas foram algumas informações sobre o rodeio de Americana. Além dos americanos, assim como no resto do estado, a cidade abrigou diversas famílias italianas. Estas trouxeram consigo suas técnicas, sua arte e seus costumes, até hoje enraizados na cultura da cidade. É o caso, por exemplo, da culinária italiana. Pizza, risoto e sorvete especial são alguns pratos que você pode saborear em Americana.

Quer saber mais sobre eventos e atividades interessantes para fazer em Campinas e região? Então não deixe de assinar a nossa newsletter!

afinal-quais-fatores-tornam-um-hotel-premium.jpeg

Afinal, quais fatores tornam um hotel premium?

Os hotéis de categoria uma estrela devem atender a requisitos mínimos de infraestrutura, serviços e sustentabilidade. Para cada estrela adicional, o hotel deve atender a uma série de requisitos adicionais que diferenciam as categorias entre si. Através da comparação entre a infraestrutura e serviços oferecidos, assim como das ações de sustentabilidade executadas por meio de hospedagem, o hóspede poderá fazer uma melhor escolha.

Há termos que são recorrentemente utilizados por estabelecimentos com a finalidade de caracterizar superioridade – em se tratando de hotéis, isso não é diferente. Há muitos estabelecimentos de hospedagem classificados como premium,  quatro ou cinco estrelas, entre outras denominações, que passam credibilidade aos cliente. No entanto, a mera adoção dessas classificações não garante a qualidade das dependências e serviços dos hotéis.

É justamente devido à diferença entre a expectativa, gerada pela classificação da hospedagem, e a realidade diante da busca por acomodações de altíssima qualidade, que precisamos conhecer o que torna um hotel premium? Para responder essa questão, elencamos algumas das principais características que tornam um hotel de qualidade elevada. Confira!

Higiene e limpeza

Sim, higiene e limpeza parecem fatores básicos para qualquer hospedagem e não apenas aquelas que se denominam superiores. No entanto, se você já teve diversas experiências com hospedagem, sabe que não é bem por aí. Por isso, os elencamos como o primeiro item da nossa lista, pois algo tão básico, não poderia faltar em um hotel premium.

A limpeza diz respeito tanto à apresentação do local como um todo – quartos e áreas comuns, inclusive as áreas de lazer – como aos utensílios oferecidos – lençóis, toalhas, talheres, etc.

Portanto, se você busca por um hotel premium, procure saber se ele destaca-se no quesito limpeza e apresentação do espaço. Afinal, um lugar higiênico, além de mais saudável, também proporciona um ambiente mais agradável.

Infraestrutura

Quanto à questão de infraestrutura, para ser considerado um hotel premium, é necessário que ele apresente alta qualidade nas condições da sua estrutura e no que o espaço oferece.

Considera-se essencial em um hotel dessa classificação, conter elevadores, ar-condicionado split com controle remoto, televisão a cabo, rede de internet de qualidade, cofre, bancada de trabalho, frigobar, banheiros adequados – com boa temperatura e pressão da água no chuveiro, espelhos bem iluminados, toalhas em ótimas condições, secador de cabelo, shampoo e sabonetes – área de lazer, área de fumantes e um ótimo espaço estruturado para eventos.

Além do mais, tudo deve, sempre, funcionar perfeitamente. Um hotel premium precisa ser prevenido, ter toda a sua infraestrutura funcionando adequadamente antes que o cliente contrate o local. Na eventualidade de algum imprevisto, deve ter uma estratégia de solução e manutenção eficientes, a fim de evitar que contratempos prejudiquem o evento ou a hospedagem do cliente.

Ainda assim, não basta oferecer tudo isso, se não possibilitar ao cliente escolher acomodações e serviços adequados ao que ele precisa – o que chamamos de serviço personalizado. Dessa forma, a infraestrutura deve ser capaz de se adaptar às necessidades do cliente, proporcionando uma diversidade de opções.

Atendimento

O bom atendimento ao cliente é outro fator considerado básico em qualquer espaço de hospedagem. No entanto, um hotel premium precisa ir além disso. A sua equipe precisa ser profissional e sincronizada, principalmente quando se trata da realização de eventos.

Uma equipe profissional com um bom fluxo de comunicação estará perfeitamente preparada para servir bem ao cliente em suas necessidades, assim como agir rapidamente em casos de imprevisto. Muitos dos problemas que são apresentados em relação aos hotéis poderiam ser evitados se a equipe estivesse bem treinada quanto ao funcionamento do espaço como um todo e conectada com os diferentes setores do local.

Dessa forma, se você busca um hotel premium, procure conhecer a qualidade de seus atendentes e a forma como o local investe em pessoas. Considera-se que educação, proatividade e atendimento personalizados são pré-requisitos previsíveis para um serviço que se classifique como premium.

Diversidade de serviços

Um hotel, para estar entre os melhores, precisa oferecer quantidade e qualidade ao cliente, simultaneamente. Não é apenas a capacidade que a infraestrutura possui de adaptação que garante, ao local, o fator de diversidade. Dentro daquilo que é oferecido, o espaço precisa ter opções que atendam aos diferentes gostos e necessidades de clientes, que são distintos.

Serviços como alimentação, transporte e espaço de lazer precisam compreender a diversidade de gostos e demandas dos clientes e de seus convidados, principalmente em eventos, como: as opções que o buffet oferece, o serviço à la carte, uma carta de bebidas, cozinhas diversas, academia, sala de jogos, piscina, estacionamento com manobrista, dentre outros diferenciais que podem variar conforme o local.

Conforto e qualidade

Até agora, só focamos em aspectos funcionais que tornam um hotel premium. Mas esses fatores ainda não são suficientes para caracterizar um estabelecimento de hospedagem como superior. Fatores estéticos e qualitativos fazem toda a diferença para qualquer experiência.

Seja para o caso de grupos, famílias ou indivíduos em férias, ou, ainda, eventos corporativos, sociais, dentre outros – o que todos esperam é encontrar um lugar que ofereça um espaço melhor do que o oferecido em suas experiência em estabelecimentos comuns, no trabalho ou em casa. O hotel premium precisa ser esse lugar melhor, oferecendo conforto e luxo aos clientes, tanto nas acomodação de espaços privados e coletivos, quanto na estética.

Esperamos ter esclarecido as suas dúvidas quanto ao que é indispensável para um hotel receber a classificação de premium. As cinco características citadas são, sem dúvida, essenciais a serem checadas para definir a sua escolha, quando buscar por um hotel de qualidade superior.

Para garantir que todo o seu investimento no estabelecimento tenha um retorno satisfatório, é interessante procurar conhecer o lugar mais do que ele anuncia. Sites com opiniões de usuários podem ser uma boa opção de pesquisa, desde que o perfil deles e o que buscavam seja condizente com você.

Além disso, um hotel premium também costuma oferecer um atendimento próximo a uma consultoria, apresentando possibilidades e amostras concretas do que o lugar pode oferecer ao seu cliente. Isso é uma ótima alternativa, considerando que seus atendentes são profissionais experientes no assunto e estarão ao seu lado para procurar as melhores soluções para o que você precisa. Entre em contato conosco e conheça os nossos serviços!

conheca-as-principais-entidades-de-organizacao-de-eventos-no-brasil.jpeg

Conheça as principais entidades de organização de eventos no Brasil

Um evento bem-sucedido é sinônimo de boa organização. Afinal, para que tudo dê certo é preciso planejar com atenção cada detalhe: local, decoração, fornecedores, cardápio, brindes, atrações, divulgação etc. Esses são só alguns dos itens que fazem parte da organização de eventos, sejam eles de pequeno ou grande porte.

Com tantas responsabilidades, você às vezes se sente um pouco perdido na hora de planejar os eventos da sua empresa, por exemplo? Para te ajudar nesta importante missão, hoje vamos te apresentar as principais entidades do Brasil que orientam a organização de eventos. Confira!

ABRACCEF

Desde 1985, a Associação Brasileira de Centros de Convenções e Feiras representa, entre outros, os centros de convenções e exposições que alugam ou cedem seu espaço a terceiros para a realização de eventos.

Ela trabalha para a qualificação dos associados, oferecendo assessoria técnica e jurídica e promovendo integração e troca de informações nas áreas de operações, finanças, tecnologia, gerenciamento, marketing, comercial, relacionamento com clientes e desenvolvimento de negócios.

Com sede em Curitiba, no Paraná, a ABRACCEF possui nove regionais espalhadas por outros pontos da região sul, além do nordeste, sudeste, norte e Distrito Federal.

A anuidade para os associados vai de R$5.334 a R$ 8.000, de acordo com o porte do seu espaço.

UBRAFE

Como o nome já diz, a União Brasileira dos Promotores de Feiras representa empresas de organização, promoção, operação e montagem de feiras de negócios.

O objetivo da entidade é fortalecer o setor com uma equipe de profissionais que assessoram as empresas em questões técnicas, jurídicas, no relacionamento com a imprensa e oferecendo cursos.

As feiras da UBRAFE reúnem cerca de 32 mil expositores nacionais e 6 mil expositores estrangeiros de vários setores da economia, atraindo aproximadamente 7,5 milhões de visitantes.

ICCA

Um dos principais benefícios de quem integra a Associação Internacional de Convenções e Congressos é a oportunidade de ficar em contato com executivos de várias partes do mundo, especializados na organização de eventos internacionais.

Outras vantagens:

  • acesso a documentos com informações sobre a preparação de eventos de sucesso;
  • participação em seminários que reúnem 20 associados internacionais e 40 membros da ICCA com o objetivo de compartilhar informações, experiências e novas ideias para o desenvolvimento do setor;
  • acesso e atualização do seu perfil na base de dados da ICCA para que sua empresa receba ofertas preparadas de acordo com as necessidades do seu negócio.

Para se associar é necessário preencher um formulário online, pagar uma taxa de adesão e uma taxa anual.

EMBRATUR

Instituto Brasileiro de Turismo, a Embratur  é uma autarquia do Ministério do Turismo criada para promover o turismo brasileiro no cenário internacional. Por meio de campanhas de marketing, o objetivo é aumentar o fluxo de turistas estrangeiros no país, a fim de contribuir com o nosso desenvolvimento econômico e social.

ABEOC

Coordenar, orientar e defender os interesses de empresas organizadoras, promotoras e prestadoras de serviços para eventos é a missão da Associação Brasileira de Empresas de Eventos, desde sua criação em 1977.

Com atuação em 12 estados do país, a ABEOC conta atualmente com cerca de 500 associados. Entre as atividades e ações realizadas pela associação no suporte às empresas de eventos estão:

  • realização de palestras sobre temas de interesse do setor;
  • promoção de reuniões com associados e regionais;
  • encontros com empresários e associações de classe para troca de informações e experiências;
  • promoção dos profissionais da área de eventos;
  • orientação na contratação de profissionais para eventos.

A entidade também é membro da Federação de Entidades Organizadoras de Congressos e Afins da América Latina, a COCAL. A filiação à ABEOC é feita por meio do preenchimento de uma ficha de associação que deve ser enviada junto com a documentação exigida.

Essas são as principais entidades que atuam no Brasil orientando profissionais e empresas na organização de eventos. Agora que você já conhece um pouco mais sobre esse setor, já pode procurar ajuda para deixar seus eventos ainda melhores.

Deixe o seu comentário no post: dê suas sugestões, tire dúvidas e compartilhe com a gente suas experiências no mundo dos eventos.

viagem-a-trabalho-entenda-como-calcular-as-horas-trabalhadas.jpeg

Viagem a trabalho: entenda como calcular as horas trabalhadas

Calcular a necessidade de remuneração em uma viagem a trabalho é uma tarefa que desperta uma série de dúvidas. Isso acontece por conta das diversas interpretações sobre as regras legislativas. Mas não se preocupe! Com dicas certeiras e conhecimento técnico sobre o assunto, fica fácil criar uma política adequada ao seu negócio.

O grande segredo está em avaliar caso a caso com calma e decidir o que é mais justo para os interesses da empresa e do colaborador. Dentro desse contexto, torna-se indispensável atualizar as orientações internas de acordo com o intuito de se resguardar contra possíveis processos trabalhistas.

Quer saber mais? Vamos mostrar a melhor forma de lidar com essa questão tão delicada na rotina das empresas. Acompanhe e tire todas as dúvidas:

A viagem se enquadra como hora extra ou normal?

Uma das principais dúvidas é a forma como as horas trabalhadas durante uma viagem são classificadas. Essa é uma questão bastante delicada. Até mesmo a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) deixa lacunas.

Na hora de avaliar o valor do tempo doado pelo funcionário, você deve levar alguns fatores em consideração, principalmente, o contrato de trabalho. Se as viagens já estavam previstas desde o início e fazem parte da função, não há motivos para o cálculo de horas extras.

No caso de viagens esporádicas e não descritas no contrato, o empregado tem motivos para requerer as horas extras, mas não necessariamente esse direito será reconhecido. Muitos processos correm na justiça e ainda não há uma definição sobre isso. O que está claro na legislação é que pernoites não são contabilizados.

Além disso, se a viagem é feita após o expediente, as horas devem ser pagas com acréscimo de 50%. Em feriados e outros dias de repouso, um acréscimo de 100%. Outra dica é observar as normas coletivas dos sindicatos da categoria de cada profissional.

Como funciona o pagamento da ajuda de custo?

A primeira coisa que precisa ficar clara é que a ajuda de custo não é de natureza salarial. Ou seja, não deve ser contabilizada da mesma maneira que o pagamento mensal do empregado. É um valor que tem como objetivo proporcionar as condições necessárias para que o trabalho especial seja realizado e não pelo exercício das funções.

Isso quer dizer que a ajuda de custo não é contabilizada nos recolhimentos e outros direitos trabalhistas, como FGTS, INSS, férias, gratificações e 13º salário. O mais comum é que esse tipo de pagamento seja feito quando o funcionário é transferido para outra cidade, seja de forma temporária ou definitivamente.

Por isso, a ajuda de custo é paga apenas uma vez. Não existe a ajuda de custo mensal, por exemplo. Caso isso ocorra, o valor deve ser contabilizado no salário do empregado. Se não for assim, o contratante pode ser processado por não pagar os direitos trabalhistas referentes a esse valor adicional.

E como fica o ressarcimento de passagens e diárias de hotéis?

Ao contrário da ajuda de custo, as diárias para viagens são pagas habitualmente ao empregado, com a intenção de cobrir as despesas essenciais do deslocamento, como transporte, alimentação e hospedagem.

Mas o valor das diárias também não pode ser contabilizado como salário, a não ser quando essas despesas com viagens ultrapassam 50% da remuneração do colaborador. Quando isso acontece, esse valor passa a integrar os honorários e, consequentemente, reflete nos recolhimentos e nas horas extras, adicional noturno, entre outros.

Quando o funcionário viaja, existe, também, a possibilidade de reembolso das despesas. No entanto, o assunto costuma gerar muitas dúvidas na prática. Assim como nas diárias para viagens, esse valor não pode ultrapassar 50% do salário do empregado para ser considerado reembolso.

A exceção é quando o colaborador apresenta notas fiscais para comprovar as despesas. Nesse caso, mesmo se ultrapassar 50% do salário, o valor gasto continua sendo considerado pagamento das diárias.

Outra possibilidade é a empresa adiantar o valor e, quando retornar, o funcionário deve prestar contas e devolver o saldo, se for o caso, ou receber o reembolso do valor excedido.

Para resolver essa questão, o mais indicado é criar uma política interna que oriente a equipe de forma correta. Com um direcionamento estratégico, todos ficam preparados para a situação diante da postura esperada pela empresa.

Por exemplo, quando o valor gasto é reembolsado apenas no final do trabalho, o empregado pode usar serviços adicionais do hotel? Esse tipo de questão precisa ser esclarecida com antecedência para evitar conflitos.

O grande diferencial está em deixar claro que os custos devolvidos serão apenas os relacionados ao objetivo do trabalho. Vale ressaltar que o detalhamento das despesas deve ser condizente com as necessidades de cada atividade. Ao criar um manual explicativo, considere que as indicações da política de viagens devem se adaptar ao estilo do negócio.

De nada adianta se espelhar no modelo de um empreendimento com roteiros internacionais se a sua demanda é apenas para as cidades vizinhas. Esclareça também a existência de um limite de gastos com as despesas diárias, como alimentação ou transporte.

Converse com toda a equipe para alinhar os pontos que despertam questionamentos e mantenha o guia acessível. Tenha em mente que a linguagem definida deve combinar com o perfil dos colaboradores e facilitar o entendimento. A ideia é reduzir o máximo possível a presença de tópicos que despertem dupla interpretação.

O que acontece em casos de acidentes?

Antes de escalar um colaborador para uma viagem corporativa é preciso avaliar as consequências em casos de acidentes. Diante de qualquer tipo de problema que deixe o funcionário incapacitado, a empresa deve emitir imediatamente um CAT (Comunicado de Acidente de Trabalho).

Independentemente da gravidade da situação, existe o risco de receber uma multa do Ministério do Trabalho. Sendo assim, para evitar dores de cabeça no futuro, oriente os colaboradores a não desviarem da rota solicitada pelo contratante. O mais importante é evitar ruídos de comunicação que possam resultar em processos trabalhistas.

Por isso, indique alguns procedimentos de segurança durante a viagem corporativa. A preocupação vai além das regras essenciais e aborda também o bem-estar do funcionário. Peça sempre informações atualizadas do local de hospedagem, como número de telefone, endereço e e-mail.

Outro ponto importante é o acesso a um número de celular direto caso aconteça alguma emergência. Tenha sempre registrado os itinerários, os horários dos compromissos agendados e dos eventos adicionais. Imagine só se um compromisso é desmarcado em cima da hora e a empresa não consegue localizar o prestador de serviço? A situação se torna, no mínimo, constrangedora, não é mesmo?

São informações básicas, mas que fazem toda a diferença em momentos de crise. Dentro desse contexto, uma das obrigações da empresa é avaliar as facilidades dos trajetos do funcionário. Pesquise bem sobre a distância do hotel  ao local dos compromissos, o tempo de deslocamento até o aeroporto e o nível de segurança da região.

Pronto! Agora você já sabe como calcular as horas de uma viagem a trabalho sem desrespeitar as regras legislativas. Não se esqueça de que o mais importante é escolher hotéis especializados em eventos corporativos com foco em funcionários de empresas. Assim, o cronograma fica alinhado com o objetivo do deslocamento sem deixar de lado o esclarecimento das questões burocráticas.

Gostou das informações do texto? Então leia também sobre como motivar sua equipe durante uma convenção.

transporte-para-eventos-aluguel-de-carro-ou-uber.jpeg

Transporte para eventos: aluguel de carro ou Uber?

Organizar um evento requer muitos detalhes, mas, para alcançar o sucesso, é preciso alinhar o custo-benefício com a qualidade dos serviços que serão oferecidos aos convidados. O transporte para eventos é um quesito que merece atenção na hora da organização, seja para contratar ou simplesmente fornecer informações para que o público procure por si só.

É muito comum os promotores de eventos optarem por aluguel de carro para fornecer o serviço aos convidados, pela praticidade, variedade de opções de empresas e segurança. No entanto, há uma alternativa: você sabia que a Uber também fornece serviços voltados para ocasiões desse tipo?

Afinal, o que vale mais a pena? Nós vamos mostrar agora o que cada serviço tem a oferecer para você definir o que se enquadra melhor ao seu evento.

Aluguel de carro

Aluguel de carro ainda é a opção mais procurada quando se precisa desse tipo de serviço. Entre as principais vantagens, podemos destacar: maior economia em dia de rodízio (nos locais que adotam esta prática), aluguel por hora e segurança.

Os valores podem variar conforme a localidade, a empresa fornecedora e, claro, o modelo do veículo. Mas é possível conseguir melhores preços para eventos, já que o público é maior e os percursos podem ser predefinidos, o que facilita na hora de escolher o modelo mais adequado para situação e podendo economizar na contratação.

UberEVENTOS

Este serviço da Uber pode ser novidade para muitos. O organizador do evento pode obter o UberEVENTOS pelo site da empresa e determinar o número de convidados, quantas viagens cada um terá direito e delimitar o valor por corrida entre R$15 e R$100.

O serviço gerará, então, um código para ser repassado aos convidados, que deverão usá-lo nas corridas. É importante informar que, caso o valor da viagem seja superior ao estipulado pelo anfitrião, o convidado deverá arcar com a diferença no preço.

Além do conforto e segurança que a Uber garante aos convidados, todos poderão aproveitar melhor o evento, principalmente se ele tiver coquetel. Assim, ninguém precisará se preocupar com a perigosa mistura de bebida e direção.

O UberEVENTOS está disponível em todas as cidades que a Uber opera: São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Londrina, Porto Alegre, Recife, Salvador e Vitória. O serviço atende qualquer tipo e tamanho de evento.

Como calcular qual transporte para eventos vale mais a pena

Para quem não sabe como calcular os gastos dos meios de transporte, o professor Samy Dana, economista da Fundação Getúlio Vargas (FGV), desenvolveu, em parceria com a Folha, uma calculadora que compara as despesas com carro, táxi, Uber, e Zazcar (empresa de carros compartilhados).

A base da matemática utilizada pela plataforma tem, inclusive, algumas variáveis, como o número de corridas e valores por quilômetro e por minuto.

De acordo com a calculadora, os meios de transporte individuais que usam aplicativos são mais econômicos quando o percurso diário é menor do que 33 quilômetros. Os cálculos podem ser feitos de acordo com o perfil do usuário; basta preencher a plataforma. Acesse e conheça melhor a ferramenta.

Também vale lembrar que o próprio Uber disponibiliza, em seu site e nos aplicativos móveis, estimativas de custo de viagens — basta informar a origem e o destino para ter uma ideia de quanto será o preço da corrida.

Antes de contratar transporte para o seu evento, é interessante checar se o local onde o mesmo será realizado não oferece o serviço. Alguns espaços para eventos já contam com transporte gratuito.

Você já se decidiu sobre qual transporte para eventos contratar? Dê sua opinião e compartilhe suas experiências nos comentários!

reunioes-produtivas-4-dicas-para-otimizalas.jpeg

Reuniões produtivas: 4 dicas para otimizá-las

As reuniões de alinhamento entre setores fazem parte da rotina da maioria dos trabalhadores de uma empresa. É importante que sejam reuniões produtivas, caso contrário, apenas desperdiçarão o tempo de todos os participantes.

Você sabe como tornar uma reunião produtiva e otimizá-la ao máximo para que não se perca tempo e, consequentemente, dinheiro? Essa é uma tarefa fácil, mas que demanda um pouco de organização e foco. Confira no post de hoje 4 dicas que selecionamos e melhore suas reuniões!

1. Elabore a pauta antecipadamente

O trabalho começa muito antes do início da reunião. Para se realizar reuniões produtivas é fundamental que se faça um checklist e que a pauta seja definida com antecedência e encaminhada a todos os participantes, para que possam se preparar, gerar relatórios e pensar em soluções pertinentes a um determinado tema.

No momento da construção da pauta, é fundamental que se defina quais são os assuntos principais e em qual ordem serão discutidos, mantendo o foco no que é mais importante e evitando o desvio do tema que está sendo analisado ou discutido.

2. Defina o cronograma

Outro fator de suma importância para se realizar reuniões produtivas é a definição de um cronograma com o horário de início da reunião, horário de encerramento e uma estimativa de tempo que será utilizado para tratar de cada tópico existente na pauta.

O horário mais indicado para a realização de reuniões é na parte da manhã, quando todos ainda estão com a “cabeça fresca”, o que permite as ideias e pensamentos fluírem com mais facilidade.

É fundamental que estejam presentes apenas as pessoas que estão envolvidas no projeto. Se o assunto for de interesse de toda a equipe, a melhor solução é convidar apenas os líderes destes grupos que, posteriormente, deverão repassar o que foi definido na reunião.

3. Escolha o profissional que conduzirá a reunião

Escolher uma pessoa (pode ser você mesmo) para conduzir a reunião é fundamental, pois ela ficará responsável pelo cumprimento do cronograma proposto na pauta, além de “puxar” o foco de volta para as questões principais da reunião, já que a dispersão de assunto é algo que ocorre com frequência em reuniões pouco produtivas.

Algo que também precisa estar bem claro a todos os participantes da reunião é que aquele não é o momento para sermões e sarcasmos entre os participantes. Se alguma atitude do tipo for necessária, deverá ser feita em momento propício. Lembre-se: vocês estão ali para resolver uma determinada questão ou problema.

4. Faça o registro da reunião

Para que não restem dúvidas após a reunião, confeccione uma ata da reunião com todas as informações discutidas, as soluções encontradas e quais serão os próximos passos a serem dados. Essa ata deverá ser encaminhada a todos os participantes após o término da reunião.

Organizar reuniões produtivas não é tão complicado: basta planejamento, a escolha coerente de data e hora, a definição dos tópicos a serem discutidos e a escolha do colaborador que a conduzirá. O registro da reunião, por meio de ata, também é importante para que os tópicos discutidos sejam documentados para consultas no futuro.

Se você gostou das dicas apresentadas, assine nossa newsletter e receba em seu e-mail todas as nossas atualizações!

como-a-crise-afetou-o-perfil-do-turista-brasileiro.jpeg

Como a crise afetou o perfil do turista brasileiro?

Crise. Essa palavrinha vem aterrorizando a indústria, o comércio e a população em geral pelo menos nos últimos 24 meses. Apesar dos primeiros sinais de recuperação da economia já despontarem, as coisas não têm sido fáceis para ninguém.

Esse cenário alterou o comportamento do consumidor e transformou o perfil do turista brasileiro. Na verdade, ele não deixou de viajar, mas mudou sua forma de fazê-lo. Veja as soluções encontradas por quem ama pegar a estrada!

Mais Brasil

Sabe aquele sonho de levar a família à Disney? Ele se transformou em uma semana de muita diversão nas praias do Nordeste. Isso é o que apontam as pesquisas do setor.

Por conta da crise econômica, os brasileiros passaram a investir mais no turismo doméstico. Entre as regiões preferidas, está o Nordeste em primeiríssimo lugar, seguido do Sul, com suas belas cidades serranas, como informa o site Dados e Fatos, do Ministério do Turismo.

Se por um lado os viajantes tiveram que abrir mão de cruzar o oceano, alguns setores mais específicos do turismo nacional seguiram na contramão do aperto econômico, como os parques temáticos e aquáticos. Eles cresceram 18%, segundo dados obtidos pela Agência de Notícias do Turismo.

Beto Carrero World, em Penha (SC), Snowland, em Gramado (RS), Beach Park, em Fortaleza (CE) e o Hot Park, em Rio Quente (GO), lideram essa lista.

Menos Europa

Viajar para o exterior? Só se for por meio de uma grande promoção ou para lugares que fujam das altas do dólar americano e euro. Por isso, quem embarcou para destinos internacionais entre 2015 e 2016 pechinchou bastante por passagens aéreas, hospedagens e passeios mais baratos.

Isso refletiu diretamente no comportamento das agências de turismo, que tiveram que facilitar pagamentos e adaptar pacotes.

Roteiros pela América do Sul, por exemplo, acabaram se tornando a melhor opção tanto pela proximidade quanto pelas moedas desvalorizadas frente ao real. Nossos vizinhos hermanos, Argentina e o Chile, foram as opções mais acessíveis para os brasileiros, junto com pacotes do tipo all-inclusive e cruzeiros para o Caribe.

Em contrapartida, mais estrangeiros desembarcaram por aqui. O recorde é reflexo da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016. Entre os destinos preferidos dos gringos estão as cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Não às viagens coorporativas

Não só o perfil do turista brasileiro mudou, mas também dos profissionais que fazem viagens corporativas. O chamado turismo de negócios foi um dos mais impactados pela crise.

Números da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) revelam que a queda foi de 50% em 2016. Esse cenário refletiu negativamente em serviços de locação de carros, alimentação e hospedagem.

As alternativas que as empresas brasileiras encontraram foi evitar ao máximo viagens dispendiosas e se valer das tecnologias de comunicação, a fim de solucionar a ausência física por meio da presença virtual.

Sim às novas aventuras

Em tempos de crise, não há como negar que a maior parte das pessoas colocou as viagens no topo da pirâmide do consumo — ou seja, como algo menos necessário.

O perfil do turista brasileiro que, em anos anteriores, estava ávido por destinos mais distantes e exóticos, passou a buscar promoções, roteiros mais curtos, parcelamentos e câmbio reduzido. Esse comportamento tende a se repetir em menor escala em 2017.

A boa notícia é que a intenção de viajar da população cresceu 8% nos primeiros meses deste ano. O estudo Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem, do Ministério do Turismo, descobriu que 80,3% dos futuros viajantes querem continuar conhecendo as nossas belezas. Destes, mais da metade (48%) quer conhecer o Nordeste, seguido por Sul (25,3%), Sudeste (19,2%), Centro-Oeste (4%) e Norte (3,5%).

E você? Está pronto para começar a sonhar com seu próximo destino? Dê o primeiro passo com dicas para conseguir passagens aéreas baratas na internet!