Viagens Corporativas

Viajar na crise: o que mudou nas viagens corporativas?

A atual situação econômica de nosso país tem influenciado negativamente as viagens dos brasileiros. Diante de tempos de dificuldade, as viagens corporativas são um dos primeiros itens a serem reduzidos nas empresas.

Diante desse cenário, as companhias aéreas estão apostando em mais áreas VIPs e opções de conforto para os seus clientes. Nas empresas, a gestão de viagens corporativas ficou ainda mais importante, com o planejamento sendo realizado com antecedência para poder otimizar ao máximo as viagens e diminuir os custos.

Em muitos casos, principalmente no meio corporativo, a viagem é inevitável e, para te auxiliar a chegar ao destino sem gastar muito, elaboramos algumas dicas de planejamento que salvarão suas finanças. Acompanhe!

Reduza o número de viajantes

Esta é uma estratégia que vem sendo utilizada pela maioria das empresas quando o assunto é viagens corporativas. As empresas estão enviando apenas as pessoas que realmente precisam viajar. A meta é reduzir os gastos com passagens, estadias, transporte e alimentação.

Outro método que é muito utilizado por estas empresas é o envio parcial das equipes para congressos, realizando uma lista de rotação para marcar presença em todos os eventos: quem foi no evento X, não irá no evento Y.

Otimize a estadia

Uma maneira para economizar com as estadias é optar pela reserva de quartos duplos ou triplos e diminuir o período de estadia, quando possível.

Hotel em SumaréPowered by Rock Convert

Para reduzir custos em viagens corporativas, sempre verifique se mais alguém da empresa precisa viajar numa época próxima e faça com que as datas casem, gastando apenas uma vez com hospedagem.

Pesquise mais

Você já deve estar cansado de ouvir isso, mas a pesquisa ainda é o melhor meio para se economizar quando o assunto é viagem. Busque por hotéis um pouco mais afastados ou com quatro estrelas em vez de um cinco estrelas.

Na hora das refeições, evite os restaurantes mais próximos a atrações turísticas ou de grande procura. Elaborar uma lista com os restaurantes mais em conta e próximos do local de hospedagem é uma boa idéia. Fará com que você economize uma boa quantia.

Controle os gastos

Não é segredo para ninguém que a utilização de cartões de crédito pode trazer algumas surpresas muito desagradáveis após a viagem terminar. Se possível, utilize um de cartão de crédito pré-pago que você consiga gerir os gastos — e que é mais seguro do que andar com o dinheiro em espécie.

Utilize o transporte público (se for possível)

No momento em que for realizada a escolha da hospedagem, verifique se está próxima a pontos de ônibus, do aeroporto ou estações de metrô. Deixe a utilização de táxis para os momentos de emergência, pois eles são muito mais caros. Se você seguir essas dicas, com certeza viajará na crise e gastará pouco. Lembre-se que o planejamento é a chave do sucesso para qualquer atividade. Portanto, faça o seu planejamento de viagens de 2017 e economize ainda mais!

Gostou destas dicas para conseguir viajar na crise sem gastar muito? Que tal compartilhá-las em suas redes sociais e ajudar mais pessoas a economizarem?

Comments are closed.